Fórum dos Integrantes e Amigos da Tenda


 
Portal da TendaInícioCalendárioEntrar em contato com o administrador do fórum FAQRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Mensagem de Pai João de Aruanda - 8

Ir em baixo 
AutorMensagem
Admin
Admin
avatar

Localização : Brasília-DF
Sexo : Masculino

MensagemAssunto: Mensagem de Pai João de Aruanda - 8   Qua 20 Maio 2009, 00:04

Do livro “Alforria” - Robson Pinheiro, pelo espírito de Pai João de Aruanda

FIDELIDADE

A fidelidade à qual a lei do Pai se refere tem a ver com o respeito aos princípios abraçados e adotados como conduta ou ideal de vida. Nego-velho aborda esse assunto porque vê todo dia pessoas desrespeitando o investimento que o Alto faz em suas vidas. Deixam de valorizar a confiança nelas depositada, abdicam de um ideal, de um relacionamento promissor ou de princípios de vida. Comprometem a rota traçada e programada a duras penas devido à falta de fidelidade ao que quer que abraçaram algum dia.O caminho da iluminação espiritual é duramente conquistado durante inúmeras existências, até que o ser se esclareça e alcance maior grau de lucidez.

Nessa etapa, surge a oportunidade de um investimento mais amplo e significativo para que o ser seja promovido a algo mais expressivo. Porém ele carreta ainda dentro de si elementos do passado, que jazem adormecidos em sua intimidade. Nesse encontra de valores e de afinidades surgem os momentos de crise interior. Aí, meu filho se vê diante do dilema de permanecer fiel aos valores descobertos e conquistados ou, de outro lado, retroceder às expressões já vencidas.

Quando se fala de fidelidade podemos entender que a manifestação externa desses comportamentos constitui apenas o reflexo de algo íntimo: o indivíduo que não consegue manter seu compromisso pessoal é porque, já há algum tempo, abdicou daquilo que assumira diante de seus valores. Poucos falam de crise de valores. Enquanto o ser mantém a conexão e fidelidade aos compromissos assumidos é porque seus valores estão sendo honrados e seus ideais respeitados. Porém, nos instantes em que, por um apelo qualquer da vida no mundo, desconsidera esses compromissos, esse fato representa uma crise mais profunda dos valores da alma.

Encarar essa realidade da fidelidade aos princípios de cada um faz com que meu filho amplie mais ainda as possibilidades de resistência aos apelos fugazes da vida terrena. Esse sistema de vida mundana hipnotiza o ser de tal maneira e com tal intensidade que muitas pessoas, ao experimentarem um contato mais estreito com essa realidade, acabam por se verem presas na armadilha dos sentidos. Breves instantes de euforia dos sentidos bastam para o indivíduo esquecer os valores íntimos e os compromissos estabelecidos na esfera espiritual. A ilusão de se permitir viver apenas alguns momentos de modo diferente ou, ainda, de experimentar uma oportunidade ímpar são eventos que hipnotizam as pessoas, que, envolvidas no fascínio suscitado em seu interior, rompe a conexão com a dimensão superior.

Quando a impressão dos sentidos passa, ficam a angústia e o poço vazio, com o distanciamento da alma de seus objetivos, que traz algumas conseqüências para a vida de meu filho. Assim, além do sentimento de culpa ou remorso, vem o prejuízo na vida de outro alguém, de uma pessoa ou de uma comunidade a que se hipotecou um devotamento inicial. O sentimento de culpa é passível de ser enfrentado e trabalhado. No entanto, só com o tempo e com a reeducação que meu filho poderá aquilatar o prejuízo pessoal decorrente da infidelidade à vida, bem como aquele que ficou impresso em quem sofreu o abandono dos compromissos. A fidelidade à própria vida, aos princípios adotados, aos valores conquistados e ao programa existencial traçado pelo Alto são aspectos que merecem estudo cauteloso para que nossas ações, reações e atitudes sejam condizentes com a realidade.

Comumente, meu filho se limita a reagir diante dos apelos que encontra no caminho, mas dificilmente tem uma reação que denota envolvimento com algo maior. Ainda é tempo, filho, de se programar mais acertadamente. Assim, quando se deparar com esses apelos hipnóticos e sugestivos, você se encontrará mais apto a agir, mais preparado e com seu sistema de defesa individual ativado. Meu filho vive no mundo; portanto, não há como se afastar dos impulsos da vida social. Mas pode, muito bem, conhecendo seus pontos fracos, organizar-se mental e emocionalmente antes de enfrentar qualquer investida infeliz ou arriscar-se nos espinhos sedutores da hipnose dos sentidos. Poderá, meu filho, viver no mundo, como vive, mas necessariamente não precisará oferecer sua mente e seus valores como material a ser devorado pelo descompromisso e pelas sombras à sua volta.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://tendadeoxala.forumeiros.com
 
Mensagem de Pai João de Aruanda - 8
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Mensagem de ano novo
» UMA MENSAGEM DE FE,ESPERANÇA E CONFIANÇA NAQUELE QUE TE FORTALECE
» MENSAGEM DE FE E OTMISMO, CONFIE SEMPRE NO SENHOR
» Logaritmo - (mensagem codificada)
» † Mensagem aos que não crêem em Deus †

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fórum dos Integrantes e Amigos da Tenda :: Sala de Leitura :: Textos Espíritas-
Ir para: